> Agradecimentos
> Barra Pesada
> Vida de Mulheres
> Homenagem Clodovil (Novo)
> Momentos
> Fotos
> Vídeos
> Natal 2006
> Contato
  > "SER CASADA COM ARTISTA É UMA BARRA PESADA"
Há 48 anos, a escritora Carmen Sanchez é casada com o apresentado Raul Gil.
Desta união nasceram os filhos Nanci das Graças Gil, ex-apresentadora dos programas "Alô Mamãe" e "Passaporte Livre", além de jornalista e administradora da empresa Luar Produções. O filho Raul Gil Júnior é empresário e diretor da gravadora Luar Music, além de produtor do Programa Raul Gil.

Após muito sofrimento e várias renúncias, mas com muita fé em Deus, Carmen conseguiu criar asas e, aos poucos, está realizando seus inúmeros sonhos. Depois de muitos "não" pessoais, conseguiu abrir várias portas e janelas que estavam trancadas, sempre com muita fé e devoção.

Apesar dos muitos anos vividos na obscuridade, Carmen aprendeu a enfrentar a realidade da vida. Teve como seus preciosos professores as lutas e os sofrimentos. Agora já sabe dizer não às pessoas que desejam esmagar seus talentos natos, e como a verdade sempre vence, aos poucos está galgando "seu lugar ao sol".

Carmen está escrevendo vários livros, guardados a sete chaves, pelo fato que alguém teve o poder de pegar a chave dos seus talentos.

Há alguns anos escreveu o livro "A Janela", que lhe rendeu muito sofrimento pessoal. Depois, lançou -"A Janela da Alma", com enorme sucesso de venda. Autora de algumas peças de teatro teve ajuda de pessoas estranhas, que descobriram seus inúmeros talentos.

Com tantos anos vivendo ao redor de artistas verdadeiros, aprendeu a produzir programas de TV junto ao seu filho Raulzinho, além de ser exímia fotógrafa. Carmen acredita que teatro, fotografia, cinema e televisão, caminham de mãos dadas.

Carmen desabafa dizendo e reconhecendo que ser casada com um artista e não tendo a mesma profissão que ele, é uma barra muito sofrida e pesada. Duríssima!
Disse:
- Temos que nos doar muito e recebemos pouco, e é desta forma que nós mulheres de artistas, flutuamos como peixe fora da água. Se quisermos que o casamento perdure, temos que ter muita paciência e inteligência, pois não é fácil manter um relacionamento onde colecionamos muitas mágoas e poucas alegrias. É um ato de heroísmo!
Diz Carmen:
Através dos livros que escrevi, pretendo auxiliar as mulheres que casaram com homens famosos, ou se tornaram famosos com o tempo. A mulher que compartilha sua vida com um destes homens, tem que ter a certeza de sua luta silenciosa, se quiser permanecer ao seu lado. O artista ou uma pessoa famosa, em qualquer área profissional jamais será nosso por inteiro. Devemos repartir-los com os fãs e os muitos amigos.

Nós, mulheres,vivemos na obscuridade observando de longe o sucesso que ele adquiriu através do nosso sofrimento, amparando, cuidando, orando e torcendo por sua vitória.
Existem jovens que se jogam neste túnel escuro, pensando que também vão ver a luz ao lado da pessoa famosa. Puro engano! Este sonho se transforma em pesadelo, porque o artista é ele, e não ela. É raro ver duas pessoas unidas, exercendo a mesma profissão, ainda mais se forem artistas.

Todo artista tem o seu ego inflamado e são muito individualistas, por vezes, a fama e o sucesso lhes sobe a cabeça, e se julgam deuses.

Carmen continua:
- O artista é como escrevo em um dos meus poemas realista - "Anjos de Asas Coloridas", vive nas nuvens.
No entanto, esta frase não tem nada de lírico, - o artista vive em outra dimensão - no mundo da fantasia - enquanto nós vivemos as realidades da vida. Nessa ilusão, não percebem quanto magoaram as pessoas que estão mais próximas. Não fazem isso por maldade, apenas porque são artistas, e como anjos, divagam no mundo da glória recebendo os louros de seus inúmeros admiradores. Assim, não percebem o quanto sua ausência é sentida em sua casa, junto aos seus familiares que estão sempre a esperar por eles. A família está sempre em último lugar, mas quando se sentem fracassados, é nela que vem procurar força e apoio.
Tudo se confunde, no lar, na rua, palco, junto aos fãs e amigos. Os artistas agem dessa maneira porque o sucesso, a glória, o ibope e o popularismo, se mesclam com o "Medo e o Fracasso".

A vida dos famosos é efêmera, desta forma, não sabem aonde se agarrar, vivem sempre ameaçados pela mesma mídia que os colocou no mais alto patamar da fama.
Os artistas não reconhecem que estão sendo achatados pela multidão que os aplaude e coloca tapetes vermelhos para que eles passem quando estão no auge da fama. Vivem de ilusão e pensam que o sucesso será eterno.

Continua Carmen:
- Se eu e meus filhos não fossemos devotos que colocamos Deus em primeiro plano, não é a toa que estamos juntos há 48 anos, não teríamos esta família abençoada. Felizmente, eu e meus filhos somos dirigidos por nosso Pai Espiritual.

Ao mesmo tempo, vivemos um misto de tristeza e alegria, mas temos fé em Deus, e Ele protege nossos caminhos e conserva nossa humildade.

ivemos com uma pessoa famosa, mas não nos sentimos famosos. Temos consciência clara e lúcida.

Não misturamos sua vida artística com as nossas, somente quando estamos todos juntos, desta forma, conseguimos manter um lar harmonioso e feliz. Mas, o assunto em pauta sempre termina em: Televisão e Ibope, infelizmente!

(Reportagem de Silvia Donato)


O meu segundo livro - "A Janela da Alma", com poemas realistas, onde falo das mulheres que conheci ao longo de minha vida, está à venda através do telefone - 5053-7000.


No decorrer deste ano, será lançado o livro "Vida de Mulheres".
A história veio através da minha mente, entrou no meu coração e pelas minhas mãos passou para o papel. Este é um livro tirado da própria realidade, porém em alguns momentos, torna-se fictício.
Através de muito estudo, ele foi evoluindo e criando formas autênticas e reais.

"Vida de Mulheres" - Tem início na Espanha.
Uma mulher, que mais parece uma missionária, vem para o Brasil em busca de aventuras, e se irmana com todas as mulheres lutadoras.

O Brasil na época, um país recém-descoberto por homens machões e sanguinários, que colocavam as mulheres em várias situações conflitantes.
Porém, somos lutadoras e vencedoras, por sermos mulheres inteligentes e fortes!

No fim da trilogia, tanto as mulheres que vieram de países distantes, quanto as que já estavam nesta terra abençoada, são irmãs de lutas e vitórias.
Todas nos assemelhamos de alguma forma.

PAZ!

Carmen Sanchez Gil